O acervo virtual Luiz de Castro Faria é resultado do trabalho realizado pela equipe do projeto História da Antropologia no Acervo Luiz de Castro Faria. O projeto foi realizado no Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST-MCT), com apoio do CNPq - Edital Preservação da Memória Científica -, durante o período de 12 de julho de 2004 a 12 de julho de 2006. O objetivo principal do projeto foi de realizar a classificação documental e obter, ao final, um inventário analítico dos documentos do arquivo pessoal do antropólogo Luiz de Castro Faria.

Doado ao Museu de Astronomia em 2000, o arquivo pessoal de Castro Faria, reúne 59 caixas-box (divididas, pelo autor, em duas partes (antiga e nova), com duas séries de numeração (de 1 a 25 e de 1 a 34) e resultou no fichamento de 7.334 documentos textuais e iconográficos. Ao doá-lo, Castro Faria nomeou um Conselho Curador para administrar o seu acervo, composto pelos antropólogos Moacir Palmeira, Alfredo Wagner Berno de Almeida e por Heloisa Maria Bertol Domingues. Esta última, historiadora da ciência, do MAST. O Conselho Curador, enquanto coordenador desse projeto, esteve à frente do trabalho de classificação documental, realizado por Ana Amélia Canez Xavier e Anamaria de Souza Fagundes, mestras em antropologia social.

O acervo virtual Luiz de Castro Faria divulga a obra deste antropólogo ímpar, através de uma pequena mostra dos seus documentos, dividida em partes que falam sobre ele, sobre seu trabalho, e apresenta seu arquivo e biblioteca. Há ainda uma seleção de imagens, áudio e vídeo na seção multimídia.

Topo da página